Noticias - O VERDADEIRO NATAL | Comunidade Batista do Balneário Templo da Graça




Home » Espiritual - Notícias » O VERDADEIRO NATAL
l
l
l


  O VERDADEIRO NATAL

O VERDADEIRO NATAL

O VERDADEIRO NATAL – Por. Natanael Rodrigues - servo

 

Já desde os primeiros dias de novembro, em muitos lugares apareceram os tradicionais enfeites natalinos: árvore de Natal, Papai Noel, coroa, vitrines ornamentadas com propaganda, enfeites típicos e, em alguns lugares, também o presépio. É o comércio se antecipando ao Advento e ao Natal. Festas, presentes, compras, viagens, encontro com os familiares, ceia natalina…

Contudo, muitos, nem por um minuto do dia lembram-se do nascimento do Messias o salvador do mundo e paradoxalmente lembram mais do Natal comercial do que do Natal espiritual. Sendo está uma das marcas de nossa sociedade, como bem sinalizou o pastor e professor John Piper: “A marca da cultura de consumo é a redução do ‘ser’ para o ‘ter’.”

Para muitos, Natal é uma oportunidade para as pessoas viajarem e rever parentes e amigos. Para outros, Natal é ocasião de festa, um motivo para extravasar sentimentos e desejos… Para as crianças, é uma data desejada e esperada com ansiedade para ganhar presentes. Para alguns, talvez seja mais um dia de feriado e nada mais. Para empresários e comerciantes, é um dos eventos que abre maior espaço para vendas, é ocasião de comércio e de lucro… E talvez, para os outros, o Natal seja um momento do ano em que as famílias se reúnem para se alegrar e agradecer a Deus por mais um ano que passou.

Mas… qual é o verdadeiro sentido do Natal?

O Natal é o movimento de Deus, “abrindo os céus” e vindo à terra. Essa é uma ideia do profeta Isaías quando afirma: “Céus, deixai cair orvalho das alturas, e que as nuvens façam chover justiça; abra-se a terra e germine a salvação; brote igualmente a salvação” (Is 45,8).

O Natal não é a celebração do esforço da bondade humana, mas é a festa das boas vindas ao Salvador chegando ao encontro da humanidade.

O Verdadeiro Natal é a celebração da descida de Deus a terra em forma de criança como disse o anjo aos pastores: “Não tenham medo! Eu anuncio para vocês a Boa Notícia, que será uma grande alegria para todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias, o Senhor. Isto lhes servirá de sinal: vocês encontrarão um recém-nascido, envolto em faixas e deitado na manjedoura” (Lc 2,10-12).

O Verdadeiro Natal é celebração dos sinais da fé e estes superam por completo os limites do tempo cronológico, não tem a ver com 25 de dezembro, mas com a importância da comemoração que poderia ser em qualquer outro dia, mês ou tempo.

A verdadeira história do Natal está descrita na Bíblia, no Evangelho de Mateus e de Lucas. De acordo com esses evangelistas, Jesus nasceu em Belém, em um estábulo. Um dos textos mais conhecidos sobre o Natal encontra-se em Lucas 2:1-14.

Mas é bom a gente se perguntar: Qual é o verdadeiro sentido do Natal?

Entendemos que a vinda de Jesus ao mundo é a prova do grandioso amor de Deus por nós. Portanto, comemorar  o Natal é um privilégio quando lembramos  de João 3:16-17 diz: “Deus amou de tal maneira o mundo que lhe deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo… para que o mundo seja salvo por ele.”

Portanto, o verdadeiro significado do Natal é a celebração deste ato de amor incrível de Deus para conosco.

A verdadeira história do Natal é a história do Filho de Deus se tornando um ser humano em Jesus Cristo, filho de Maria. Mas por que Deus fez isso? Porque Ele nos ama!

O Natal foi necessário porque precisávamos de um Salvador!

Então, a cada ano devemos celebrar o Natal como expressão de gratidão pelo amor que Deus demonstrou para conosco, enviando-nos o Seu Filho como Salvador. E lembramos o nascimento de Jesus porque foi em Jesus que Deus nos manifestou o seu amor.

Natal é Deus se revelando a nós.  Mas só Deus pode se revelar e decide faze-lo também por meio da sua palavra, que é a revelação de Cristo de Genesis a Apocalipse.

No início da Carta aos Hebreus encontramos esta linda afirmação sobre o mistério de Cristo que se revela progressivamente ao longo da história. “Nos tempos antigos, muitas vezes e de muitos modos Deus falou aos antepassados por meio dos profetas. No período final em que estamos, falou a nós por meio do seu Filho. Deus o constituiu herdeiro de todas as coisas e, por meio dele, também criou os mundos” (Hb 1,1-2).

Deus fala por meio do seu Filho que é a Palavra que se encarnou: “No começo a Palavra já existia: a Palavra estava voltada para Deus, e a Palavra era Deus… E a Palavra se fez homem e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória: glória do Filho único do Pai, cheio de amor e fidelidade” (Jo 1,1-2.14).

Não há festa do Verdadeiro Natal sem a celebração da Palavra de Deus. Não bastam, portanto,  poesias e decorações, música, comidas e bebidas, presentes e panetones urge boas ações derivadas dos ensinamentos do Emanuel, humildemente colocado numa manjedoura e acessível aos olhares dos olhos de que tem fé.

Muito mais que uma festa passageira, a celebração do Natal é a celebração com corações gratos do nascimento de Jesus e a valorização da Palavra de Deus que é a revelação do amor de Deus em Cristo a todos nós.

O que se espera de alguém que entende o verdadeiro sentido no natal?

Paulo, o apóstolo vai dizer em II Co. 5.17 – “Se alguém está em Cristo nova criatura é, as coisas velhas se passaram, eis que tudo se fez novo”.

A declaração de Paulo sugere uma nova vida para alguém que recebeu a Cristo, que experimentou o verdadeiro sentido do natal, será isso mesmo o que temos visto em nossos dias?

As festas são para suas famílias em particular, a honra não é de Cristo, mais do tal chamado papai noel, que de papai não tem nada, presentes com a finalidade de troca, as festas distantes dos padrões morais e bíblicos.

Uma nova vida em Cristo sugere, santidade, fidelidade, amor ao próximo, submissão a palavra de Deus, uma vida a semelhança de Cristo em amor, doação, entrega, sacrifício, fé e dedicação total ao Senhor.

Co.3.17 – “Tudo que fizerdes por palavra ou por obras, fazei-o em nome de Jesus Cristo dando a Deus glória”.

Esse é o verdadeiro sentido do natal, tudo em nome de Jesus Cristo, pois é isso que devemos comemorar, seu nascimento duplo, em Belém em uma manjedoura e em nossos corações quando pelo evangelho nos foi apresentado e o aceitamos, aleluia.

É tempo de comemorarmos o nascimento de Jesus, pois esta é a mensagem do Evangelho: “ E o verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade…” (Jo 1:14).

Espero com essa ministração trazer um pouco mais de esclarecimento sobre o verdadeiro natal, que por incrível que pareça, não tem nada a ver com o que a gente tem visto nas comemorações em nossos dias.

Desejo a todos um Feliz Natal! Que Deus seja louvado todos os dias de nossas vidas na pessoa de Jesus Cristo.




Voltar