Noticias - Arqueólogos Encontram Ruínas do Reino Governado por Roboão, filho do Rei Salomão | Comunidade Batista do Balneário Templo da Graça


Compartilhe:
 

      Espiritual   •  Matérias

Arqueólogos Encontram Ruínas do Reino Governado por Roboão, filho do Rei Salomão


Arqueólogos Encontram Ruínas do Reino Governado por Roboão, filho do Rei Salomão

Um novo achado arqueológico pode animar os amantes da arqueologia bíblica no mundo inteiro, e da história antiga em geral. Ele é fruto de pelo menos 80 anos de buscas cercadas de dúvidas sobre a cidade de Laquis, no centro de Israel.

 

 

Segundo informações do jornal Haaretz, essas dúvidas agora puderam ser sanadas, pois a descoberta arqueológica mais recente indica que às ruínas de Laquis pertencem ao antigo reino do rei Roboão, filho de Salomão, como alguns arqueólogos desconfiavam.

 

 

A cidade de Laquis foi mencionada nas cartas de Amarna, que eram enviadas pelo Egito aos reinos que estavam sob o seu domínio e aos governadores em Canaã no século 14 a.C.

 

 

Além disso, no livro de Crônicas, da Bíblia Sagrada, também existe a menção a esta cidade, indicando a existência e organização político-religiosa da comunidade judaica naquela época, séculos antes de Cristo.

 

 

Uma informação bíblica foi crucial para os arqueólogos. Em 2 Crónicas 11:5-11 Laquis é descrita como uma das cidades fortificadas pelo rei Roboão, filho de Salomão, que governou Judá aproximadamente no século 10 a.C.

 

 

“E Roboão habitou em Jerusalém; e para defesa, edificou cidades em Judá”, diz o texto. “E a Adoraim, a Laquis, e a Azeca… e fortificou estas fortalezas e pôs nelas capitães, e armazéns de víveres, de azeite, e de vinho”.

 

 

Foram justamente os indícios de fortificação que permitiram os arqueólogos entenderem a origem das ruínas encontradas. Nas escavações atuais eles descobriram paredes fortificadas, como descreve a Bíblia, que datam do período do reino de Roboão.

 

 

“Descobrimos que Laquis era uma cidade fortificada e que foi estabelecida por volta do ano 920 a.C.”, diz o professor Yossi Garfinkel, chefe do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém.

 

 

Garfinkel explica que o reino judaico foi crescendo aos poucos e, diferente do que se imaginava até então, ele já existia no século 10 antes de Cristo. “Foi um processo gradual e agora posso ver”, afirma o professor.




Voltar




Tel. : (31) 3354-6794 - 992323907
secretaria.cbbtg@gmail.com



Copyright Grupo Alphanet Hosting @ 2019



  • Facebook
  • Twitter
  • Google +
  • Youtube