Noticias - Corrigindo as motivações do coração | Comunidade Batista do Balneário Templo da Graça


Compartilhe:
 

      Espiritual   •  Matérias

Corrigindo as motivações do coração


Corrigindo as motivações do coração

CORRIGINDO AS MOTIVAÇÕES DO CORAÇÃO. Por: Natanael Rodrigues – servo de Jesus Cristo e vosso.

Motivação é um impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos e nem sempre se sustentam em fé ou em alguma verdade bíblica.

Todos os dias temos a oportunidade de uma caminhada em fé e de alguma forma o trilhamos.

O que precisamos observar são as motivações do nosso coração, o que tem sustentando nossa aparente posição de fé e se necessário fazer correções profundas para se ter resultados plenos e não apenas em partes.

Um dos exemplos mais práticos sobre motivação do coração é o de Marta, irmã de Lazaro, vamos entender isso melhor?

Marta em uma leitura rápida e sem muita profundidade aparenta ser uma mulher de fé sustentada por uma motivação correta, mas isso fica descontruído quando analisamos suas atitudes mais profundamente, veja: Jo.11,20-28; 39-41

20/Quando Marta ouviu que Jesus estava chegando, foi encontrá-lo, mas Maria ficou em casa.

A postura de Marta transmite a ideia de alguém que está sempre pronta e que resolve situações, mas... Veremos no decorrer da história que isso não se sustenta.

Nem sempre agir no impulso revela uma fé coerente, quase sempre revela as motivações erradas do coração.

21/Disse Marta a Jesus: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido.

É possível observar que a motivação do coração de Marta não era ter um encontro respeitoso  com Jesus, mas responsabilizá-lo pela morte do seu irmão.

O que motivara a Marta andar e estar com Jesus era o que Ele podia fazer por ela.

22/ Mas sei que, mesmo agora, Deus te dará tudo o que pedires”.

Veja na sua declaração a cobrança por uma resposta àquela situação em curso.

Eu sei que mesmo agora, isto é: meu irmão já morreu e foi por negligencia sua, mandamos te avisar que ele estava doente.

23/Disse-lhe Jesus: “O seu irmão vai ressuscitar”. 24/Marta respondeu: “Eu sei que ele vai ressuscitar na ressurreição, no último dia”.

Marta está dizendo o seguinte: as coisas vão seguir o curso normal, não há nada que eu possa esperar de você Jesus.

Quantas vezes somos tentados a pensar assim, muitas vezes por ter nossos planos frustrados por motivações erradas do coração.

25/Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; 26/e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?”27/Ela lhe respondeu: “Sim, Senhor, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”.

Marta anula toda a possibilidade de ver seu irmão ressuscitado por meio de Cristo.

Muitos de nós estamos na mesma situação, conseguimos crer em Jesus como aquele que pode nos salvar mais não como aquele que pode fazer o impossível para aqueles que nele creem.

Mc.9.23 / “Se podes?”, disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê.”

28/E depois de dizer isso, foi para casa e, chamando à parte Maria, disse-lhe: “O Mestre está aqui e está chamando você”.

Ela da às costas para Jesus, pois não consegue corrigir as motivações do coração.

O que Marta conseguia crer? Que Lázaro podia ser curado

O que a motivou a ir ate Jesus? Porque o dialogo com Ele? Para responsabilizá-lo pelo acontecido.

O que temos feito diante das derrotas, fracassos e perdas enfrentadas mesmo estando com Jesus?

39/“Tirem a pedra”, disse ele. Disse Marta, irmã do morto: “Senhor, ele já cheira mal, pois já faz quatro dias”.40/Disse-lhe Jesus: “Não falei que, se você cresse, veria a glória de Deus?”

Veja, Jesus pede para tirar a pedra, logo Marta se manifesta na sua incredulidade.

Dependendo de sua motivação portas se abrem ou continuam fechadas para você.

Uma grande pedra que precisa ser removida de diante de nós é a nossa maneira humana de ver as coisas. Quase sempre esquecemos que tudo o que precisamos para a vida já está disponível no mundo espiritual.

41/Então tiraram a pedra.

Outras pessoas tiraram a pedra, pois Marta não tivera condições emocionais e espirituais para tanto.

Por causa da motivação do coração podemos nos privar de viver coisas sobrenaturais e sermos partícipes desse mover apostólico.

ENFIM:

Hoje é dia de mudança, de abrir mão das motivações erradas do coração e abraçar a realidade de viver por fé a exemplo de Maria, irmã de Marta.

Jo.11.32,43,44a - 32/ Chegando ao lugar onde Jesus estava e vendo-o, Maria prostrou-se aos seus pés e disse: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido”. 43/ Depois de dizer isso, Jesus bradou em alta voz: “Lázaro, venha para fora!” 44/ O morto saiu,...

O impossível aconteceu e vai acontecer para aqueles que em Jesus depositam sua confiança.

Qual seria então a motivação correta? Aquele que é sustentada pela fé inteligente.




Voltar




Tel. : (31) 3354-6794 - 992323907
secretaria.cbbtg@gmail.com



Copyright Grupo Alphanet Hosting @ 2019



  • Facebook
  • Twitter
  • Google +
  • Youtube